Scroll to top
  • Rua Senador Souza Naves, 1436 / Londrina.PR
  • Seg. à Sex. das 8h às 18h / Sáb. das 8h à 12h

Tontura com zumbido

É muito comum a associação da tontura e do zumbido, pois os órgãos responsáveis pela audição (cóclea) e pelo equilíbrio (labirinto) estão interligados.

Um aumento na pressão do líquido que fica dentro do labirinto pode levar a uma sensação de ouvido tampado, seguido de zumbido e tontura. Isto ocorre em uma doença chamada Doença de Ménière, que é uma causa muito comum. Quando abusamos de doces ou ficamos longos períodos em jejum, altera-se a pressão deste líquido, podendo também dar estes sintomas.

Secreção no ouvido médio, ou seja, atrás do tímpano, pode levar a uma diminuição da audição e zumbido e eventualmente a quadros de tonturas, mesmo em crianças.

A Labirintite, que é a inflamação do líquido que fica dentro do labirinto, apresenta-se com uma tontura do tipo vertigem, bem intensa, com perda auditiva e zumbido. É uma causa pouco comum hoje em dia, mas o nome “Labirintite” ficou associado a qualquer problema de tontura.

O nervo que sai do labirinto junta-se ao nervo que sai da cóclea e caminham juntos até o cérebro. Uma inflamação neste nervo evoluiu com vertigem e muitas vezes com perda auditiva e zumbido.

Uma causa rara é um tumor neste nervo, que na maioria das vezes aparece com um zumbido apenas de um lado, perda auditiva e tonturas leves.

Por isso, ao procurar um médico especialista, o mesmo solicitará para fazer exames não somente do labirinto, mas também da audição. Dependendo da causa que ele estiver suspeitando, poderá pedir outros exames que achar necessário, permitindo orientar um tratamento mais adequado para cada causa.