Otite: Causas, sintomas e tratamento da inflamação de ouvido

Perda auditiva: 13 razões para procurar um médico
10 de outubro de 2019
Como a alimentação ajuda a ouvir melhor?
14 de novembro de 2019

Você já ouviu falar de otite? Provavelmente muitas pessoas nunca escutaram falar sobre esse problema de saúde, ainda assim, ela é comum.

 

Basicamente a otite se trata de uma infecção de ouvido médio. Ou seja, do espaço pequeno com ar, que fica logo atrás do tímpano. Além disso, a doença pode ser dolorosa, devido à inflamação na região.

 

A otite é mais comum em crianças do que em adultos, apesar de ocorrerem em qualquer faixa etária. Quando ocorre em bebês, por exemplo, pode ser preciso o uso de medicamentos antibióticos.

 

Além disso, complicações relacionadas à otite pode surgir. Por exemplo, fluídos persistentes no ouvido médio, infecções persistentes ou infecções repetidas, podem causar problemas de audição e outras complicações graves.

 

Tipos de otite

Otite externa

 

Primeiramente, a otite externa é uma infecção que vai do canal do ouvido até a membrana do tímpano. Na maioria das vezes, esse tipo de infecção ocorre por traumas causados pelo uso abusivo de cotonetes e outros objetos para coçar o ouvido.

 

Além disso, também pode ocorrer devido ao contato com água contaminada em mergulhos de piscina ou mar.

 

Otite média

 

A otite média ocorre no ouvido médio. Ela ocorre nos quadros de acúmulo de secreção no nariz, como no caso de resfriados e sinusites, que podem fazer a secreção subir ao ouvido médio por meio da tuba auditiva.

 

Otite interna

 

Por último, esse tipo ocorre no ouvido interno, onde ficam a cóclea e o labirinto. Essas partes, aliás, são as responsáveis pela audição e pelo equilíbrio. O perigo é que elas estão em contato muito próximo com estruturas nobres, como o nervo auditivo e o nervo vestibular.

 

Essas infecções são graves e costumam causar queda na audição e tontura intensa. Esse tipo é bem incomum, por isso precisa de cuidados mais intensivos, como internação hospitalar.

 

Causas

 

A otite acontece por causa de bactérias e vírus. Primeiramente, um inchaço causado por um resfriado ou alergia pode bloquear as tubas auditiva.

 

Consequentemente, a ventilação do ouvido médio fica comprometida. Isso propicia a invasão deste espaço por vírus ou bactérias. O inchaço das tubas, então, impede que este fluído seja drenado, formando a otite.

 

Também pode-se contrair otite pela inflamação da adenoide, um órgão linfático localizado na parte de trás do nariz. Esta função pode torná-los particularmente vulneráveis à infecção e inflamação. Como a adenoide está perto da abertura da tuba auditiva, pode-se desenvolver otite.

 

Sintomas da Otite

 

Primeiramente, os sintomas aparecem dois a sete dias após o início de uma infecção respiratória. Inicialmente eles podem incluir dor de ouvido, de leve a grave. Quando se trata de bebês, eles puxam seus ouvidos quando sente dor.

 

Além disso, os sintomas incluem febre e líquido espesso e amarelado ou sanguinolento saindo do ouvido. Isso significa que o tímpano provavelmente estourou. Também existem sintomas como a perda de apetite, vômitos, dor de cabeça, comportamento mal-humorado e problemas para dormir.

 

Já, os sintomas de acúmulo de líquido, podem incluir zumbido ou sensação de pressão no ouvido. Crianças, muitas vezes, têm dificuldade em descrever esse sentimento. Por isso, podem esfregar as orelhas na tentativa de aliviar a pressão.

 

Também podem aparecer complicações na audição, no equilíbrio e tonturas.

 

Tratamento

 

No caso otites crônicas, provavelmente, o médico recomendará um dos dois procedimentos: os tubos de ventilação do ouvido ou remoção das adenoides. Sobre esses dois, aliás, falamos mais detalhadamente mais à frente.

 

Contudo, a maioria das otites desaparecem sozinhas em alguns dias. Nestes casos mais brandos, os médicos esperem dois ou três dias antes de prescrever antibióticos. Por outro lado, se a infecção for bacteriana, pode haver a necessidade da administração desses medicamentos.

 

Se a infecção for causada por um vírus, o médico pode receitar analgésicos. Eles varão com que você se sinta mais confortável enquanto o vírus executa o seu ciclo. Caso a otite continue voltando ou dure muito tempo, seu médico pode sugerir a cirurgia.

 

Os tratamentos cirúrgicos, aliás, incluem a inserção de um tubo de ventilação no tímpano. Basicamente, ele terá a função de deixar o líquido escorrer.

 

É possível também que seja preciso a remoção de adenoides inchadas ou inflamadas (adenoidectomia). Isso porque, nesses casos, são elas que permitem que as bactérias se procriem e bloqueiem a drenagem natural para a garganta.

 

Fonte: Segredos do Mundo